REGRAS PARA SE FAZER O POEMA VARANO

terça-feira, 5 de julho de 2016

DE VOLTA















Eu vi, naquele dia, teu rosto lindo,
mas parecias longe, em pensamentos...
Voltei no tempo àqueles bons momentos,
em que eu te contemplava a mim sorrindo...

Tu não me viste, claro, fui seguindo,
apaziguando, em mim, os meus tormentos,
agora, bem mais brandos, sem lamentos,
nas cinzas do que foi amor infindo...

Teu rosto me seguiu por esses anos,
à sombra de penosos desenganos,
vazio de esperanças e perdão...

No dia em que te vi, eu nem sabia
que tu também sonhavas que, algum dia,
de novo me darias teu coração!